Artigo A Graça que Opera a Certeza da Salvação

A Graça que Opera a Certeza da Salvação

26/06/2017 às 08h25, por Ricardo Macieira

Visto por 637 pessoa(s)

"O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus..."(Romanos, 8:16)

É inegável que a eficaz operação desta certeza na consciência do cristão é realizada mediante a ação sobrenatural do próprio Espírito Santo de Deus, comunicando convicção intuitiva diretamente na mente do redimido a partir de sua parte ontológica mais profunda que é o seu próprio espírito vivificado. Essa efusão  extraordinária de Graça no âmago do ser, nada tem a ver com alguma suposta manifestação 'audível' vinda do 'além' e que o fanatismo misticista fequentemente apregoa, mas se trata do próprio desfrutar dos efeitos benignos da inefável Paz do Senhor que excede todo entendimento.

Esse abençoado estado de Graça sempre está à disposição de todo filho de Deus que resolve firmemente se consagrar e buscar. E é justamente por vir da própria atuação do Espírito de Deus diretamente no espírito do crente, que só pode ser desfrutado através do 'ANDAR' no espírito. O espírito do redimido é alimentado pela constante efusão de Graça vinda diretamente do Trono de Deus e que 'geralmente' é obtida através do diligente emprego dos meios prescritos nas Escrituras, tais como a obediência, a consagração, a oração de súplica e a meditação na Palavra.

Sem a constante mortificação da velha natureza na dependência de Deus e o fortalecimento na Sua Presença pela fé, não há ambiente favorável para o fortalecimento do espírito da pessoa, afim de que haja o convencimento da mente pela certeza de que essa Paz sobrenatural só pode existir a partir da convicção da presença da divina Graça e pela lúcida percepção de sua constante atuação sobre cada aspecto da nova natureza.

É justamente pelo não exercitar da fé, através do ato de consagração pessoal a Deus e de uma radical separação das coisas que O desagradam, coisas estas muitas vezes não bem discernidas, que muitos cristãos sinceros frequentemente se encontram em grande agonia de consciência, ao se auto-analisarem em busca de constatações apenas intelectuais e de certeza 'empírica' que comprove objetivamente que de fato são salvos. O cristão deve se aproximar de Deus pela Fé, e esta Fé não vem dele próprio, é Dom de Deus. A Maravilhosa Graça de Cristo tem o poder de regular e sintonizar a nossa consciência com a operação de uma persuasão intuitiva que socorre a consciência em suas muitas fraquezas, sempre reconduzindo-a ao claro entendimento espiritual das Sagradas Escrituras, levando a mente a pensar biblicamente e a perceber com nítida clareza as evidências da regeneração no próprio coração.

Não que Deus precise de estímulos externos para agir, mas é certo que quando diligentemente nos colocamos e permanecemos na área de atuação do Espírito Santo, o próprio Deus, em resposta à nossa fé e obediência, efetua em nós tanto o querer quanto o realizar. Então somos guiados pelo próprio Espírito de Deus, e é certo que a Palavra diz que todos que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Assim experimentamos os eficazes efeitos da Graça e somos capacitados a praticar o verdadeiro amor cristão que nos impele à ação efetiva. Consequentemente somos fortalecidos em nossa fé e nos tornamos mais confiantes e intrépidos no servir. Que a Graça seja com cada um de vós! Amém!

"Nisto conheceremos que somos da verdade, e diante dele tranqüilizaremos o nosso coração; porque se o coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas."(1 João, 3:19-20)
Artigos
Kadoshi Web Rádio
Subir