Artigo Feridos na Batalha - A Guerra dos Santos

Feridos na Batalha - A Guerra dos Santos

22/03/2017 às 15h42, por Ricardo Macieira

Visto por 503 pessoa(s)

" E, saindo os homens da cidade, e pelejando com Joabe, caíram alguns do povo, dos servos de Davi; e morreu também Urias, o heteu." (2 Samuel 11:17)

O porquê das adversidades e até tragédias na vida de cristãos consagrados, tem sido motivo de profunda consideração ao longo dos séculos. Porque coisas "ruins" acontecem a "pessoas boas"? Se o cristão foi perdoado, porque ele tem que sofrer neste mundo?

A história de Urias o heteu ilustra bem essa realidade. Um servo fiel e dedicado; homem temente a Deus e valoroso soldado e mesmo assim foi vitimado pelo mal e Deus "não o livrou".O que precisamos entender sobre a vida neste mundo caído é que o cristão não está num parque de diversões e sim num campo de batalha e em campos de batalha, há feridos e baixas. A vida de todo crente está nas mãos de Deus e tudo que acontece a ele se dá por meio da permissão do Altíssimo.

Certa vez o filho de Paul Washer, que na época era bem pequeno, perguntou a ele como era o seu trabalho; ele respondeu: " Filho, o seu pai luta com dragões". Isso ilustra bem a batalha espiritual em que o crente fiel está envolvido. Não se engane, você poderá ser atingido e até tombar na batalha.

Urias foi posto na frente mais violenta da peleja porque era fiel e leal, e muito embora tenha sido, aparentemente, vitimado pela maldade humana, Deus certamente o amava e tinha um plano glorioso para ele.

Sofrimentos fazem parte do plano de Deus para os seus filhos. O próprio Senhor Jesus experimentou a contradição do sofrimento.

Independente do motivo do sofrimento; se é corretivo ou unicamente para cumprir algum propósito eterno de Deus, poderemos não entender de imediato, mas o que importa é sabermos que no final tudo cooperará para o bem do crente e Deus será glorificado.

"Então Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou. E disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor. Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma." (Jó 1:20-22)

Às vezes o sofrimento vem como consequência do pecado, mas às vezes ele vem como consequência da fidelidade. Que tenhamos sempre isto em mente e que combatamos o bom combate.

"E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal." (2 Cor. 4:11)
Artigos
Kadoshi Web Rádio
Subir