A Verdadeira Fé Não Se Esconde

Publicado em 06/03/2017 às 13:17 Por Ricardo Macieira Visto por 882

"Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus."(João, 3:5)

Jesus disse a Nicodemos que quem não nascesse da 'ÁGUA' e do Espírito não poderia entrar no Reino de Deus... muito se tem debatido a respeito do que Jesus quis dizer quando se referiu a 'NASCER da ÁGUA' nessa conversa privada com Nicodemos. Apresento aqui uma proposta interpretativa à respeito do diálogo em questão.

Primeiramente notemos em que circunstâncias o fato se deu. No verso dois do mesmo capítulo, lemos que Nicodemos foi se encontrar com Jesus 'À NOITE' e que iniciou a conversa com Jesus fazendo declarações a respeito de Sua pessoa. Confessando que acreditava que Jesus era de fato enviado de Deus.

"Este foi ter com Jesus, DE NOITE, e disse-lhe: Rabi, sabemos que ÉS MESTRE, vindo de Deus; pois ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele."(João, 3:2)

Na sequência, Jesus imediatamente o confronta com a irrefutável verdade de que ninguém pode ver o Reino de Deus, a não ser que antes 'NASÇA DE NOVO'.

"Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não NASCER DE NOVO, não pode ver o Reino de Deus."(João, 3:3)

Depois, Nicodemos pergunta como pode um homem nascer de novo, ao que Jesus responde que é necessário nascer da 'ÁGUA' e do Espírito.

Com base nisso, é provável que Cristo estivesse mostrando a Nicodemos que o fato dele ter ido se encontrar com Ele as escondidas, na calada da noite, era uma prova cabal de que a sua fé não era uma Fé sincera e portanto viva, uma vez que não estava disposto a expressá-la publicamente e por isso mesmo, Jesus se referiu à importância do testemunho público do BATISMO, como expressão pública de verdadeira Fé, coisa que Nicodemos não tinha tido coragem de fazer.

Portanto dizer a Nicodemos que ele tinha que nascer da 'ÁGUA' e do 'ESPÍRITO' era o equivalente a dizer que se a sua fé não fosse capaz de seguir a Cristo PUBLICAMENTE era porque, na realidade não se tratava de uma conversão verdadeiramente operada no âmago do seu ser pelo Espírito Santo de Deus. Não era uma Fé genuína.

Isso também se confirma pelo fato de Jesus, na sequência do diálogo, ter dito:

"Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e NÃO VEM PARA A LUZ, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade VEM PARA A LUZ, a fim de que seja MANIFESTO que as suas obras são feitas em Deus."(João, 3:20-21)

Nicodemos, embora tivesse "crido" que Jesus era enviado de Deus, ainda não era capaz de firmar um compromisso com Ele por meio de uma confissão 'PÚBLICA' de Fé, sendo batizado nas águas e portanto ficava evidente que ele necessitava NASCER DE NOVO! Ser de fato REGENERADO! Ser realmente CONVERTIDO!

Isso serve de exortação para todos aqueles que ainda não tiveram a coragem de expressar a sua fé publicamente e de testemunhar sua submissão ao senhorio de Cristo diante dos homens.

"Mas qualquer que me negar diante dos homens, também EU O NEGAREI diante de meu Pai, que está nos céus."(Mateus, 10:33)

Fonte: Ricardo Macieira