Artigo Comunhão Com O Altíssimo

Comunhão Com O Altíssimo

06/06/2017 às 09h41, por Ricardo Macieira

Visto por 489 pessoa(s)

"Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração."(Jeremias, 29:12-13)

O aprisionamento dos nossos sentidos a estas circunstâncias terrenas e a cegueira espiritual a que ficamos sujeitos em razão da 'Queda', são a principal causa de experimentarmos tão pouco da vida extraordinária que Deus anela conceder a qualquer um que tiver a Fé, a determinação e a ousadia de buscá-lO de todo o coração.

Mas em que consite essa busca? O que significa 'achar' a Deus? Isso certamente é um dos misterios mais magníficos do caminhar com Deus. Como certo escritor uma vez relatou; que o cristão "é alguém que encontrou a Deus mas que ainda continua a buscá-lo..." e sempre que o encontra, a busca recomeça e continua eternamente... Mas se a condição para 'achar' o Senhor é que O busquemos de todo o coração, então poderíamos dizer que o 'encontramos', nesse sentido de COMUNHÃO íntima, uma vez que temos vivido uma vida devocional tão raza e medíocre?

É certo que no que se refere à conversão, não fomos nós quem O buscamos, mas Ele nos buscou primeiro, e nos achou; pois a própria Palavra diz: "NÃO HÁ QUEM BUSQUE". Logo o sentido do texto de Jeremias só pode significar uma busca de RECONCILIAÇÃO e de santa comunhão com o Seu Espírito pela Fé.

É realmente uma pena muito grande e uma perda gigantesca, essa tendência moderna de se 'AFASTAR' da prática da oração num sentido mais profundo e esperançoso de que algo realmente extraordinário possa nos acontecer no âmbito ESPIRITUAL. As razões para isso são explicáveis, mas essa atitude 'defensiva', porém 'extremada', tem nos privado de experimentar aquilo que há de mais sublime no cristianismo; a Comunhão íntima e o 'ANDAR' com Deus.

A demolição de barreiras e de correntes nunca antes tidas como algo possível de ser superado. O enxergar a vida por um novo prisma e da maneira bíblica. O triunfar sobre as lutas e dificuldades pela Graça. A vida abundante que Deus prometeu a todos quantos crerem não se iniciará na Glória, mas hoje, bem aqui e agora. O véu do Santíssimo lugar foi removido, o acesso ao Trono da Graça está livre pelo Sangue do Cordeiro de Deus e o Seu cetro de Misericórdia está estendido em nosso favor. Amém!

"Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno."(Hebreus, 4:16)
Artigos
Kadoshi Web Rádio
Subir